quinta-feira, setembro 11, 2008

Sptember 11th

O dia que os EUA
sentiram o gosto amargo do terrorismo


     Uma das mais ousadas e cruéis ações terroristas de toda a História aconteceu m
11 de setembro de 2001. Nesse dia, o mundo inteiro parou perplexo para
acompanhar o ataque que pôs abaixo um dos símbolos do poderio econômico
norte americano: as torres gêmeas do World Trade Center (WTC). Pelo local
costumavam transitar cerca de 200 mil pessoas, 50 mil dos quais
trabalhadores. O WTC tinha, no subterrâneo, um dos grandes entroncamentos
de trens urbanos da cidade de Nova York.


         Momentos mais tarde, em Washington, o Pentágono, Sede do Ministério
da Defesa e do Comando das Forças Armadas dos Estados Unidos, também era
atacado.


Relembre os fatos que marcaram para sempre o 11 de setembro


     Numa espantosa ação coordenada, e tendo como armas grandes jatos
comerciais seqüestrados - carregados de combustível -, terroristas lançaram
na terça-feira, 11 de setembro de 2001, um gigantesco e devastador ataque
contra os Estados Unidos.

    Às 08h45min,
um Boeing 767-200 da United Airlines - que decolara de Boston às 7h59 para o
vôo 175, rumo a Los Angeles, com 65 passageiros e nove tripulantes a bordo -
é desviado e se choca contra a torre sul do World Trade Center, em Nova
York. Pouco depois, às 9h03min, um segundo Boeing 767-200, da American
Airlines - que partira de Boston às 8h10 para o vôo 11, rumo a Los Angeles,
com 92 pessoas a bordo - atinge a torre norte do World Trade Center, diante
das câmeras de TV.





 
WTC
foi o primeiro alvo. Pentágono seria atacado em seguida.
 

     Às 9h40
ocorre o ataque ao Pentágono. Em Washington, um outro jato da American
Airlines (um Boeing 757) choca-se com instalações do Pentágono, nas
proximidades da área de pouso de helicópteros. Faria o vôo 77, do Aeroporto
de Dulles a San Francisco, com 58 passageiros e 11 tripulantes. Parte de um
dos edifícios do Pentágono ficou muito danificada. Em seguida, as
autoridades determinaram a evacuação da Casa Branca, Capitólio e
Departamento de Estado




 

  Momento exato em que uma das torres 
do World Trade Center era atingida




 

     A exemplo das
armas usadas - Boeings 767 e 757 da American e United Airlines, as duas
maiores empresas aéreas americanas - os alvos escolhidos para a horripilante
seqüência de atentados não poderiam ser mais simbólicos do poderio econômico
e militar dos EUA: as torres gêmeas World Trade Center, de 110 andares, no
coração do distrito financeiro de Nova York, que desabaram menos de uma hora
depois de serem atingidas nos andares superiores por dois aviões, com 18
minutos de intervalo; e o Pentágono, a sede do Ministério da Defesa e do
comando das forças armadas do país, nos arredores de Washington.



Essa reportagem foi
retirada da página  
http://www.unificado.com.br/calendario/09/especial.htm clique
no link para acessar o conteúdo original.

Um comentário:

Vencys_lao disse...

Olá Junior!!

Ow! tava fazendo uma procura no google e achei esse seu blogs! e tem um link pro meu blog!!

Brigadão pela força véio!
Abração