sábado, novembro 29, 2008

The Cross - A curz

H.O.P.E


Eu Creio Em Jesus (I Believe In Jesus; Marc Nelson - Vineyard Brasil )
Eu creio em Jesus
Creio que Ele é o Filho de Deus
Creio em Sua morte e ressurreição
Como preço pago por nós.

Creio que Ele está aqui (estás aqui, Senhor)
No meio de nós
Com poder para nos curar (poder para curar)
E Seu grande perdão.

Eu creio em Ti Jesus
Creio que Tu és Filho de Deus
Creio em Tua morte e ressurreição
Como preço pago por nós.

Creio que estás aqui (estás aqui, Senhor)
No meio de nós
Com poder para nos curar (poder para curar)
E Teu grande perdão.

A cruz.
Para muitos a cruz é simbolo do sofrimento de Jesus, não é mais que um instrumento de tortura e violência , mas por pior que possa ter sido o sofrimendo d'Ele,  com certeza, Jesus sabia o que estava fazendo:

Respondeu Jesus e disse: - Eu,
quando for levantado da terra, todos atrairei a mim. E dizia isto, significando
de que morte havia de morrer ¹.´

Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro ². Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados ³.

Fazendo-se maldição em nosso lugar, Jesus salvou-nos todos com um único e suficiênte sacrificio.


  1. João 12:30-33
  2. Gálatas 3:13 este texto faz referência ao texto de Deuteronômio 21:22-23
  3. I Pedro 2:22 este texto faz referência ao texto de Isaias 53:4

quinta-feira, novembro 20, 2008

A quarta parte

Nesta segunda-feira eu completei 25, a quarta parte de um século e, para alguns,  parece que um quarto de século é muito tempo, uma vida inteira. Eu não concordo, acho mesmo que 25 anos é muito pouco, acho que tenho muito mais o que viver e muitas coisas para ver ainda antes que a esse quarto de século se some mais um ano, ou mesmo mais um quarto.
25 anos e só 7 deles com o Senhor, e só 7 com este blog, um pouco mais que um quarto de 25. Agradeço a Deus por meus amigos,  agradeço aos meus amigos por me levarem a conhecer a Deus e, por fim, agradeço aos leitores do meu blog.

Mudando de assunto: Dia da Conciência Negra
A lei de ouro:
A Princesa Imperial Regente, em nome de Sua Majestade o Imperador, o Senhor D. Pedro II, faz saber a todos os súditos do Império que a Assembléia Geral decretou e ela sancionou a lei seguinte:
Art. 1°: É declarada extinta desde a data desta lei a escravidão no Brasil.
Art. 2°: Revogam-se as disposições em contrário.
Manda, portanto, a todas as autoridades, a quem o conhecimento e execução da referida Lei pertencer, que a cumpram, e façam cumprir e guardar tão inteiramente como nela se contém.
Dada no Palácio do Rio de Janeiro, em 13 de maio de 1888, 67º da Independência e do Império.
Foi o primeiro passo para termos a igualdade racial no Brasil, os outros passos dependem de nós.

domingo, novembro 09, 2008

Desabafo

Sei que parece que fiz uma Tempestade em um copo d'água, que é exagero meu, mas depois de praticamente um ano aturando pessoas incopetentes que, por não fazerem o trabalho que lhes cabe, acabaram prejudicando o MEU trabalho, e ainda têm a cara-de-pau de dizer que não tenho competência para realizar meu trabalho. 
Outrora eu era um excelente professor, muito elogiado pelos diretores das escolas em que trabalhei, então, de repente, sob uma administração precária e mal feita, eu me torno um incopetente?Incapaz de manter a disciplina na classe, um professor sem didática?
Me pergunto o que teria acontecido, seria culpa do professor ou da administração da escola que nunca toma uma atitude contra a indisciplina de certos alunos? Pois o professor tem um certo poder dentro da sala, mas quando o professor não pode mais agir entra a direção.
Leitores do meu blog, se lembram quando fui acusado de agredir um aluno? E ficou provado que eu era inocente? Mesmo sendo inocente eu recebo punições até hoje; cada reunião que tem a direção tem o prazer de falar : "Certos professores agrediram os alunos, como posso dar algum tipo de punição para os alunos?". Vejam o absurdo, fui inocentado e ainda pago o pato.
Agora amigos, me digam se devo ou não começar a atirar as pedras?

terça-feira, novembro 04, 2008

Diga: "Bom Cãozinho!", até vc achar uma pedra...

Numa comunidade do Orkut aparece que diplomacia é dizer: "Bom cãozinho!", até você achar uma pedra, achei bastante engraçado, mas parei para refletir no que era diplomacia.

No Wikipédia, diplomacia é definida assim: Negociação entre representantes dos governos dos Estados em conflito. A diplomacia dura permanentemente. “Trabalhar” a paz, mesmo em tempo de guerra. A diplomacia é a arte e a prática de conduzir as relações exteriores ou os negócios estrangeiros de um determinado Estado ou outro sujeito de direito internacional. Geralmente, é empreendida por intermédio de diplomatas de carreira e envolve assuntos de guerra e pazcomércio exterior, promoção cultural, coordenação em organizações internacionais e outros. Convém

 distinguir entre diplomacia e política externa - a primeira é uma invenção da segunda. A política externa é definida em última análise pela Chefia de Governo de um país ou pela alta autoridade política de um sujeito de direito internacional; já a diplomacia pode ser entendida como uma ferramenta dedicada a planejar e executar a política externa, por meio da atuação de diplomatas.(Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Diplomacia).  Em outras palavras, é mesmo a Arte de dizer “lindo cachorro”, até encontrar uma pedra para atirar nele.

Agora,  provavelmente você me pergunta: - Por que, Júnior, você decidiu falar disso? E o que leva você a dissertar sobre esse tema? E, principalmente, O QUE ISSO TUDO TEM A VER COM A SUA VIDA!?

A resposta é simples, é que estou tendo que ser muito diplomatico ultimamente, em breve começarei a atirar as pedras.