quinta-feira, novembro 20, 2008

A quarta parte

Nesta segunda-feira eu completei 25, a quarta parte de um século e, para alguns,  parece que um quarto de século é muito tempo, uma vida inteira. Eu não concordo, acho mesmo que 25 anos é muito pouco, acho que tenho muito mais o que viver e muitas coisas para ver ainda antes que a esse quarto de século se some mais um ano, ou mesmo mais um quarto.
25 anos e só 7 deles com o Senhor, e só 7 com este blog, um pouco mais que um quarto de 25. Agradeço a Deus por meus amigos,  agradeço aos meus amigos por me levarem a conhecer a Deus e, por fim, agradeço aos leitores do meu blog.

Mudando de assunto: Dia da Conciência Negra
A lei de ouro:
A Princesa Imperial Regente, em nome de Sua Majestade o Imperador, o Senhor D. Pedro II, faz saber a todos os súditos do Império que a Assembléia Geral decretou e ela sancionou a lei seguinte:
Art. 1°: É declarada extinta desde a data desta lei a escravidão no Brasil.
Art. 2°: Revogam-se as disposições em contrário.
Manda, portanto, a todas as autoridades, a quem o conhecimento e execução da referida Lei pertencer, que a cumpram, e façam cumprir e guardar tão inteiramente como nela se contém.
Dada no Palácio do Rio de Janeiro, em 13 de maio de 1888, 67º da Independência e do Império.
Foi o primeiro passo para termos a igualdade racial no Brasil, os outros passos dependem de nós.

3 comentários:

RUBENS disse...

Sabe meu caro Jr., a escravidão do Brasil foi realmente desse jeito, extinta por um artigo, maliciosamente, pq o escravo enquanto tal tinha comida e casa, depois de "libertos" ficaram sem comida, casa, roupa. Foi na verdade uma condenação à miséria, que até hoje ainda perdura.

RUBENS disse...

Putz, ia me esquecendo "FELIZ ANIVERSÁRIO", e que vc tenha muita saúde e paz, o resto a gente se vira.

Anônimo disse...

Aprendi muito